Foto: Guilherme Almeida/Correio do Povo

A Secretaria do Meio Ambiente e Infraestrutura (Sema) suspendeu por tempo indeterminado, na última sexta-feira (7), as captações diretas de água no rio Gravataí, do município de Alvorada, na região Metropolitana de Porto Alegre, em direção à nascente até a confluência com a Sanga da Porteira, no limite entre Viamão e Glorinha.

Quer mandar sugestões de pauta e flagrantes da sua cidade? Então, anote nosso WhatsApp: (51) 9 8917 7284

Segundo o Governo, o motivo é o nível de alerta do rio devido à falta de chuva. Apenas a captação para o abastecimento à população está mantida. A determinação considerou os levantamentos e informações técnicas da Sema e da Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan).

Conforme orientações do Departamento de Gestão de Recursos Hídricos e Saneamento, as condições de alerta e crítica ocorrem na seguintes situações:

Estação Corsan Alvorada

Crítica: leitura abaixo de 1,30m – regime de suspensão das captações;
Alerta: leitura abaixo de 1,60m – regime intermitente de captação;

Estação Corsan Gravataí

Crítica: leitura abaixo de 0,50m – regime de suspensão das captações;
Alerta: leitura abaixo de 0,60m – regime de captação intermitente.

As captações poderão voltar à normalidade quando o rio sair do nível de alerta. As águas do rio Gravataí são usadas para abastecer partes dos municípios de Gravataí, Alvorada e Viamão.