Foto: Antonio Maciel / PMPA

Na última segunda-feira (13), o Ministério da Saúde elencou estados e cidades cujo coeficiente de incidência por milhão de habitantes preocupa a pasta. Entre as capitais, Porto Alegre chegou pela primeira vez a uma situação de emergência.

Segundo o ministério, a classificação é feita conforme a incidência nacional, que no momento está em 111 por milhão de habitantes. Em atenção, entre 50% e a incidência nacional. Já na emergência encontram-se aqueles com taxa superior a 50% da incidência nacional. É onde encontra-se, no momento, Porto Alegre. A incidência na Capital é de 210 casos e, portanto, acima dos 111 previstos na média nacional.

Cidades como João Pessoa e Cuiabá encontram-se em alerta, enquanto Curitiba e Belo Horizonte estão na faixa amarela, em atenção. Outras capitais registram situação de emergência ainda pior, como Fortaleza (573), Manaus (482) e Florianópolis (345).

A situação no Estado ainda é abaixo da média nacional e, portanto, ainda está em situação de alerta, com 58. Em atenção, estão estados como Roraima e Pernambuco. Já Rio de Janeiro, São Paulo e Amazonas, além do Distrito Federal, já apresentam situação de emergência.