Ação ocorreu nesta quarta-feira. Foto: Divulgação/ MP

Órgãos de segurança, controle e fiscalização interditaram nesta quarta-feira (29) uma revenda clandestina de gelo em Canoas. A ação contou com o trabalho do Ministério Público Estadual, da Delegacia de Proteção ao Consumidor (Decon), do Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs) e da Vigilância Sanitária de Canoas.

As equipes foram até o bairro Niterói, onde a revenda de gelo clandestina estava instalada em uma residência. No local, foram apreendidos 630kg de gelo da marca Gelo Rei, cuja fábrica foi interditada no último dia 23.

A proprietária do estabelecimento, que não tinha licença para funcionar, foi autuada também pelas más condições de higiene, falta de estrutura física para funcionamento e comercialização de produtos vencidos.

Segundo o promotor de Justiça de Defesa do Consumidor de Porto Alegre Alcindo Luz Bastos da Silva Filho, a mulher confirmou que a fábrica da Gelo Rei divulgava sua revenda como um ponto de venda 24 horas do produto.

A Vigilância Sanitária de Canoas emitiu Auto de Infração Sanitária, de apreensão, inutilização de produto, suspensão da venda do produto, cancelamento de autorização para funcionamento e cancelamento de alvará.