Foto: Brigada Militar/ Divulgação

Uma ação da Brigada Militar (BM) nesta sexta-feira (8) resultou no desmonte de uma rede de distribuição e revenda clandestina de gasolina e diesel em Canoas e Nova Santa Rita. Inicialmente, cinco pessoas haviam sido presas. Porém, com o fechamento da ocorrência, foi confirmada a prisão de mais uma.

Conforme apurado por Agência GBC, a ocorrência policial teve início na rua 11 de Abril, no bairro Berto Círio, em Nova Santa Rita. Em um depósito no endereço, dois homens foram presos.

A partir disso, a BM descobriu a extensão do esquema envolvendo o combustível, chegando a fechar um segundo depósito, na rua Peru, no bairro São José, em Canoas, onde outros dois homens e uma mulher foram presos.

Conforme o comandante do 15º Batalhão de Polícia Militar (15º BPM), Jorge Dirceu Abreu Silva Filho, em entrevista à Agência GBC, o 15º BPM recebeu denúncias quanto ao possível desvio de combustível na linha de distribuição na refinaria para revenda em depósitos clandestinos na Região Metropolitana.

Na última semana, após mais de duas semanas de trabalho, os PMs conseguiram o endereço de um dos depósitos, que funcionava em Nova Santa Rita. Na manhã dessa sexta-feira, uma guarnição deslocou foi até o depósito. Dois homens foram presos.

Um dos presos em Nova Santa Rita relatou a existência de outro depósito, em Canoas, que seria o ponto de distribuição. Nesse segundo local, os PMs se depararam com um casal comprando combustível, que foi detido juntamente com outros dois homens do depósito.

Dois carros e um caminhão foram apreendidos na ocorrência, além de pouco mais de 2 mil litros de combustível, sendo 1,6 mil litros de gasolina e 500 litros de diesel.

Acompanhe, abaixo, a entrevista do comandante do 15º BPM ao repórter Jaime Zanatta: