Foto: Marcello Casal Jr / Agência Brasil

O Governo Federal publicou no Diário Oficial da União desta sexta-feira (15) o calendário de pagamento da segunda parcela do auxílio emergencial de R$ 600. Segundo a portaria, quem recebeu a primeira parcela até 30 de abril receberá o novo pagamento a partir da próxima quarta-feira (20), de acordo com a data de nascimento.

No primeiro momento, o dinheiro estará dispovel apenas em poupança social digital para movimentações digitais: pagamento de contas, de boletos e para realização de compras por meio de cartão de débito virtual. Os saques em espécie para este público poderão ser feitos a partir de 30 de maio — também conforme o mês de nascimento.

Veja o calendário (poupança digital)

Dia 20 – nascidos em janeiro e fevereiro

Dia 21 – nascidos em março e abril

Dia 22 – nascidos em maio e junho

Dia 23 – nascidos em julho e agosto

Dia 25 – nascidos em setembro e outubro

Dia 26 – nascidos em novembro e dezembro

Saques em espécie:

30 de maio – nascidos em janeiro

1º de junho – nascidos em fevereiro

2 de junho – nascidos em março

3 de junho – nascidos em abril

4 de junho – nascidos em maio

5 de junho – nascidos em junho

6 de junho – nascidos em julho

8 de junho – nascidos em agosto

9 de junho – nascidos em setembro

10 de junho – nascidos em outubro

12 de junho – nascidos em novembro

13 de junho – nascidos em dezembro

Acesse o calendário completo no Diário Oficial

Para beneficiários do Bolsa Família, os saques em espécie começam na segunda-feira, dia 18, para quem tem Número de Identificação Social (NIS) 1. Os demais serão liberados nos dias seguintes, seguindo o calendário estipulado, até 29 de maio.

O que é o auxílio emergencial?

Ao todo, cerca de 50 milhões de pessoas estão inscritas no programa, criado para garantir uma renda básica emergencial durante três meses,  para o enfrentamento dos efeitos econômicos da pandemia do coronavírus. O benefício é pago para trabalhadores informais e pessoas  de baixa renda, inscritos do cadastro social do governo e no Bolsa  Família.