Foto: Jaime Zanatta/ GBC

Canoas está situada na região de agrupamento R08, composta ainda por outros 17 municípios, do modelo de distanciamento controlado, apresentado pelo Governo do Estado. O modelo foi construído com base em critérios de saúde e de atividade econômica. A R08 é uma das 20 regiões formadas de acordo com a existência de hospitais de referência para leitos de UTI. O modelo gaúcho divide as atividades econômicas em 12 grupos. Dentre os ramos econômicos, estão indústria de transformação, comércio, serviços e transporte. Pela terceira semana seguida, o município está nessa classificação.

Cada região tem uma bandeira. A região de Canoas foi enquadrada na cor laranja pela segunda semana consecutiva. Embora existam protocolos gerais, isto é, que todos os municípios do RS devem seguir, cada região tem suas regras específicas. A bandeira laranja classifica as cidades como de risco médio para a Covid-19. Conforme o grau de risco em saúde, cada região recebe uma bandeira nas cores amarela, laranja, vermelha ou preta.

O monitoramento é semanal, isto é, a bandeira pode se alterar a cada semana. Das 20 regiões, apenas uma se encaixou na bandeira vermelha: Lajeado. Segundo o Governo do RS, a região de Canoas encontra-se em um dos dois cenários: média capacidade do sistema de saúde e baixa propagação do vírus e alta capacidade do sistema de saúde e média propagação do vírus.

O comércio varejista de rua e de centros comerciais e shoppings deve operar com metade do quadro de funcionários, respeitando as medidas restritivas de distanciamento, higienização e proteção individual. No caso de centros comerciais e shoppings, a lotação não pode exceder metade da capacidade da loja. O comércio de gêneros alimentícios deve operar com 75% do quadro e monitorar a temperatura corporal dos funcionários.

Em relação aos serviços, academias de ginástica devem operar com 25% do quadro de funcionários, tendo o atendimento individualizado. Clubes sociais e esportivos seguem fechados, bem como bares, pubs e casas noturnas e teatros, eventos, cinemas e similares. Missas e serviços religiosos e bancos, lotéricas e similares, apenas com 25% e 75% de público, respectivamente. Todos os espaços devem respeitar as medidas restritivas de distanciamento, higienização e proteção individual.