Foto: Jaime Zanatta/GBC

Segue até às 16 deste sábado (30) o Dia D da vacinação contra a gripe. A ação visa a imunização de pessoas que se enquadram no público-alvo da Campanha Nacional de Vacinação, definido pelo Governo Federal, e que ainda não foram vacinadas. A imunização ocorre em 24 Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e Clínicas de Saúde da Família (CSFs) do município e em pontos estratégicos.

Quer mandar sugestões de pauta e flagrantes da sua cidade? Então, anote nosso WhatsApp: (51) 9 8917 7284

Além das UBSs e CSFs, crianças e adultos também serão vacinados nas Escolas de Ensino Fundamental (EMEF) Odette Freitas, na rua Erechim, 200, no bairro Mathias Velho, e na EMEF Erna Würt, na avenida 17 de Abril, no Guajuviras. Um drive-thru exclusivo para a imunização de adultos acontecerá no Parque Eduardo Gomes, na avenida Guilherme Schell, 4400, Centro. De acordo com a SMS, as crianças não receberão a vacina no drive-thru pela segurança delas.

Vacinação é importante em época de pandemia

Neste ano, em função da pandemia do novo coronavírus, a Prefeitura de Canoas tem reforçado a importância da vacinação contra os diferentes tipos de influenza, uma vez que a vacina ajuda a diferenciar a gripe da covid-19 e evita que um maior número de pessoas procure o sistema público de saúde com sintomas de gripe, reservando os leitos para a demanda extra de internações decorrentes do coronavírus.

Confira o público-alvo do Dia D

Fazem parte do público-alvo das três primeiras etapas e receberão a imunização contra a gripe neste sábado:

Idosos com 60 anos ou mais

Pessoas de 55 a 59 anos de idade

Crianças na faixa etária de seis meses a menores de seis anos

Gestantes

Puérperas (mães no pós-parto até 45 dias)

Pessoas com deficiência

Professores de escolas públicas e privadas

Profissionais da saúde

Membros das forças de segurança e salvamento

Funcionários do sistema prisional

Pessoas com doenças crônicas ou com condições clínicas especiais

Caminhoneiros, profissionais do transporte coletivo e portuários

Povos indígenas

Adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas

População privada de liberdade

Documentação para a vacinação

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) reforça a necessidade de levar documento pessoal de identificação; o Cartão Nacional de Saúde e/ou Cartão Canoas Saúde; caso tenha, caderneta de vacinação, especialmente para crianças; as mulheres no período de até 45 dias após o parto devem apresentar documento que comprove o puerpério (certidão de nascimento, cartão da gestante, documento do hospital onde ocorreu o parto, entre outros).

Doentes crônicos ou com condições clínicas especiais necessitam apresentar um destes documentos: prescrição médica, receita de medicamento, anotação em prontuário das unidades de saúde, cadastro em programas de controle de doenças crônicas, comprovante de vacinação para influenza ou caderneta de vacinação com registro da vacina de influenza de anos anteriores.

Já os demais profissionais, que se enquadram no público-alvo, devem apresentar um destes comprovantes: registro do Conselho; carteira de trabalho, contracheque com documento de identidade, carteira de sócio do sindicato de transportes (categoria motorista), carteira de habilitação (para motoristas categorias C ou E) ou crachá funcional. Já os profissionais das forças de salvamento e segurança devem apresentar carteirinha da corporação.

O controle mais rigoroso para imunizar as pessoas do grupo de risco é para atender às determinações do Ministério da Saúde.