Foto: PMPA/ Divulgação

O prefeito de Porto Alegre, Nelson Marchezan Jr., anunciou na tarde desta segunda-feira (8) que não vai realizar novas flexibilizações nas atividades econômicas e na área de serviços. A justificativa é o aumento no número de casos confirmados e também suspeitos de Covid-19 nas UTIs Capital.

Segundo os dados do Executivo Municipal, hoje são 62 casos confirmados e 35 suspeitas de contaminação pelo coronavírus em pacientes internados nas UTI de Porto Alegre. O número deu um salto de 38% em uma semana, se levar em consideração, apenas os casos confirmados. É a quantidade mais elevada de doentes em estado grave já observada na Capital. Antes disso, o número mais alto havia sido registrado em 30 de maio, quando os hospitais informaram 49 pessoas com coronavírus em UTIs.

Até o momento, não há informações de que serviços que foram abertos sejam novamente fechados. A definição atingem apenas novas flexibilizações.