Um adolescente de 15 anos foi apreendido pelos agentes da Delegacia de Proteção a Criança e ao Adolescente (DPCA) de Canoas. Ele esfaqueou a mãe dentro de casa, no bairro São José.

Conforme a Polícia Civil, a vítima foi socorrida por vizinhos e levada ao Hospital de Pronto Socorro de Canoas (HPSC). Ela teve que ser submetida à cirurgia, porque perdeu o movimento dos dedos de uma das mãos, após ser atingida por um dos diversos golpes de faca, desferidos pelo adolescente.

O menor já tinha tentando esganar a irmã de 9 anos até a morte. Em outra ocasião, ele atirou um objeto de metal quente na mãe.

Com o apoio do Ministério Público, a polícia conseguiu garantir a internação do menor na Fase. O titular da DPCA, delegado Pablo Rocha declarou que a gravidade dos fatos impunha uma reação rápida, de modo a proteger a família e até mesmo o próprio adolescente de seus atos. Ele ainda ressaltou que a omissão de registro de fatos anteriores poderia ter dado ensejo a verdadeira tragédia familiar, criticando a ausência de registro de graves fatos ocorridos no âmbito familiar com o adolescente agora apreendido.

Já o diretor da 2ª Delegacia de Polícia Regional Metropolitana (2ª DPRM), delegado Mário Souza, ressaltou que “o caso é impactante e foi tratado da forma mais eficiente possível.”  Por fim, Souza destaca que “foi uma situação fora da curva da criminalidade, na própria sociedade.”

A vítima segue internado em hospital de Canoas, recuperando-se de cirurgia, em bom estado de família.