Foto: Palácio Piratini/Divulgação

O retorno das aulas presenciais está agendado para o dia 1° de julho. O anúncio deveria ter sido feito na última segunda-feira (15) pelo governador Eduardo Leite, mas foi adiado.

Leite afirmou que o tema segue sendo analisado, mas que se o cenário da pandemia do coronavírus continuar se agravando, não será possível essa retomada. “Sobre a retomada das aulas presencialmente, ainda estamos analisando. Se começaremos pelo Ensino Médio, pelo Ensino Infantil. Isso está sendo discutido, e inclusive qual será, efetivamente, a data da primeira etapa, que se projetava poderia ser em 1º de julho, se continuarmos a observar um agravamento da situação que sugira riscos maiores, evidentemente, não vamos arriscar um retorno precipitado das aulas”.

Segundo o governador, o anúncio deve ocorrer nos próximos dias. As atividades presenciais em universidades com bandeiras laranja e amarela podem acontecer. Cursos de idiomas também estão liberadas.