Busato cita Dia dos Pais ao defender recurso para revisão de bandeira em Canoas | Agência GBC
21.2 C
Canoas
29 de novembro de 2022

Busato cita Dia dos Pais ao defender recurso para revisão de bandeira em Canoas

Prefeitos da região alegam que Estado apresenta dados divergentes no cálculo da bandeira

O prefeito de Canoas, Luiz Carlos Busato, citou uma das datas comemorativas mais lucrativas para o comércio varejista ao defender nas redes sociais o recurso encaminhado ao Governo do Estado. O documento, assinado pela maioria dos municípios da região, solicita ao Piratini a troca da bandeira vermelha para a laranja no sistema de distanciamento controlado. Na prática, o pedido é pela flexibilização das restrições impostas às atividades econômicas, principalmente comércio e serviços.

“Datas comemorativas, como o Dia dos Pais, são cruciais para a saúde financeira das pequenas, médias e grandes empresas. O cuidado com a saúde pode e deve conviver com a preservação do emprego e da renda”, escreveu Busato. O Dia dos Pais é celebrado no próximo domingo (09). Entidades empresariais têm questionado o Estado sobre o real impacto do comércio aberto para a disseminação do coronavírus.

Dados divergentes

Prefeitos de municípios que compõem a região 8 no modelo de distanciamento controlado ingressaram com recurso solicitando reanálise de indicadores apresentados na sexta-feira (31) pelo governador Eduardo Leite.

No documento, os municípios pedem que os dados sejam revisados já que podem haver diferenças entre as informações enviadas pelas prefeituras e aquelas apresentadas pelo governo estadual.

Além da revisão da bandeira, o objetivo do recurso é fazer com que índices apresentados pelo governo estadual estejam em sintonia com a realidade de cada cidade.

O prefeito Luiz Carlos Busato ressalta que aderiu à proposta para que os índices sejam revistos e, em caso de erros, ajustados. “Estamos pedindo para revisar porque achamos que nossos índices foram calculados erroneamente. Independente do resultado, é importante que a população saiba que teremos muita prudência e responsabilidade para tomar medidas de flexibilização do distanciamento. Nosso compromisso é com a vida”, pontuou o prefeito.

O prefeito de Esteio, Leonardo Pascoal, também assinou recurso pedindo ao Estado que reconsidere a decisão de manter a região 8 na bandeira vermelha. Pascoal justificou o pedido de reingresso na bandeira laranja apontando uma melhora nos indicadores de risco. Segundo ele, o grupo de municípios ficou apenas 0,1 da laranja.

Leia também >> Com Canoas na vermelha, Leite recebe 34 pedidos para mudar de bandeira no RS

“Há erro no número de óbitos lançados, adotamos diversas ações regionais, dos 11 indicadores em 07 ficamos abaixo da vermelha, obtivemos o melhor índice desde 13/06 (48 dias), melhoramos o índice final há seis semanas consecutivas, mesmo com a flexibilização do take away/drive thru continuamos melhorando o resultado. Por isso, defendemos o retorno da região à bandeira laranja”, explicou.

Junto com Canoas e Esteio, ingressaram os municípios: Brochier, Maratá, Salvador do Sul, São Sebastião do Caí, Capela de Santana, Harmonia, Montenegro e Triunfo.

MATÉRIAS RELACIONADAS

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!