Foto: Jaime Zanatta/GBC

As aulas na rede estadual de ensino em Canoas e em outras cidades da Região Metropolitana já tem data para o retorno: 13 de outubro.

Leite diz que volta às aulas “não é um retorno a qualquer custo”

Segundo o governador Eduardo Leite, o Estado está fazendo aquisições e contratações para a volta às aulas. “Serão disponibilizados equipamentos de proteção para alunos e professores, além de contratação de professores que estão em grupo de risco.”

Esse retorno, de acordo com Leite, será em um modelo híbrido. “Cada turma será dividida, pelo menos, em dois grupos. A escola vai ter que atender um dia um grupo e no outro o segundo, ou, uma semana para cada um.” Um protocolo está sendo apresentado para esse retorno. As principais medidas são: cada aluno terá a temperatura medida ao ingressar na escola, cada turma terá horários especiais para o recreio, e as salas de aula deverão respeitar o distanciamento social.

Leite ainda ressaltou que a plataforma virtual seguirá ativa e que é escolha dos pais, mandar o aluno para a escola.

Outra regra para o retorno é que regiões em bandeira vermelha não terão retorno das aulas em nenhum nível. Apenas cidades que estão há, pelo menos, duas semanas na bandeira laranja serão autorizadas. Mas, a decisão final, segundo Leite, será dos prefeitos. “Os prefeitos, com a visão das circunstâncias de seus municípios, podem ser mais restritivos.”

Cronograma

A Educação Infantil está liberada para retomar as aulas presenciais no dia 8 de setembro. Os ensinos Médio e Superior retornam a partir do dia 21 do mesmo mês. Já os Ensinos Fundamentais anos finais e iniciais retornam dia 28 de outubro e 12 de novembro, respectivamente.