Foto: Prefeitura de Cachoeirinha/Divulgação

A Prefeitura de Cachoeirinha decretou na última quinta-feira (8), que as aulas presenciais em todas as escolas públicas presentes no município, tanto municipais quanto estaduais, deverão seguir suspensas até o final de 2020, incluindo as das entidades parceiras e o Cmaeel. As atividades remotas, sejam pela internet ou por meio de material impresso entregue nas unidades de ensino, devem continuar.

Com relação às escolas estaduais, o secretário municipal de Saúde, Juliano Paz, destaca que há uma exceção: “foram ressalvadas as atividades presenciais de plantões aos alunos em que o curso tenha em seu currículo aulas práticas em agropecuária, e para atividades de estágio curricular obrigatório nesta área, de pesquisas, laboratoriais e de campo, e de outras consideradas essenciais para o cumprimento da base curricular e para a manutenção de laboratórios vivos, como criações pecuárias e culturas agrícolas, que dizem respeito peculiarmente ao CADOP, colégio agrícola estadual que se localiza em nosso município”.

Entre as justificativas do governo municipal está o resultado da consulta pública online realizada junto à comunidade escolar, que revelou que a ampla maioria dos pais/responsáveis não pretende enviar seus filhos para as escolas, caso estas retomassem as aulas presenciais, enquanto não houvesse a vacinação em massa e, também, que a ampla maioria dos alunos da rede pública municipal de ensino tem acesso às atividades remotas que vêm sendo oferecidas pelas escolas.

Quanto à carga horária nas EMEFs, será de 600 horas no ano de 2020, exceto para o 9º Ano, que deverá ser de 800 horas. A carga horária faltante, de 200 horas, deverá ser integralizada no ano de 2021.

A medida, entretanto, não afeta as escolas privadas, que devem seguir o calendário de retorno estabelecido pelo Governo do Estado. Mais detalhes podem ser conferidos no decreto 7010/2020, que pode ser acessado aqui.