Foto: Brigada Militar/Divulgação

A ONG Animais Não Tem Voz está promovendo uma vaquinha para bancar os custos da cirurgia, internação e serviços veterinários do cachorro que foi encontrado com as duas patas cortadas por facão no bairro Morretes, em Nova Santa Rita.

A vaquinha precisa arrecadar R$ 3 mil. O cachorro terá de passar por duas cirurgias, uma para amputar a pata esquerda que está necrosada, e o segundo procedimento cirúrgico será na pata direita que ainda pode ser recuperada através de pinos.

Segundo Paola Bauer, uma das responsáveis pelo resgate do cachorro, durante o exame da veterinária, foi constatado que a pata esquerda foi cortada um dia antes da direita.

Ainda segundo Paola, o cachorro foi transferido para um veterinário em Canoas, onde passará pela cirurgia. “O veterinário de Canoas cobrou apenas pelos materiais e equipamentos que utilizará para a cirurgia. Para isso serão necessários R$ 800”, explicou.

Para doar para a ONG, as contas bancárias que estão recebendo as doações são: 371401300009857-6 – conta no nome de Bárbara Padilha – e 057390689030-5 – conta no nome de Clarice Anjos. Ambas as contas são de membros da ONG.

Conforme a Brigada Militar (BM), o cão da raça Border Collie foi encontrado pelos policiais do 15° Batalhão de Polícia Militar (15° BPM) em uma construção na rua Princesa Isabel. Uma moradora relatou para eles que escutou os gritos do cachorro durante a madrugada e, pela manhã do último domingo (18), encontrou o animal ferido.