Foto: Divulgação

A Secretaria Estadual de Saúde emitiu alerta na última terça-feira (20) sobre o consumo dos picolés da marca Frutibom, depois que o município de Xangri-lá teve um surto de diarreia e vômito.

A Secretaria Estadual de Saúde já identificou cerca de 200 casos nos municípios de Sapiranga e Xangri-Lá, porém, também há casos, ainda não contabilizados pela pasta, em Canela e Gramado. Todos que procuram atendimento médico forma atendidos ambulatoriamente, nenhum caso precisou ser hospitalizado.

De acordo com a pasta, o Programa Estadual de Doenças de Transmissão Hídrica e Alimentar recebeu a notificação na ultima segunda-feira (19) sobre os casos. Os principais sintomas registrados, além dos antes citados, são náusea, dor abdominal, após o consumo dos picolés da empresa Caliston Otoniel Oliveira, responsável pela fabricação da marca Frutibom.
A prefeitura de Gramado informou, na tarde desta quarta-feira (21), que 17 pessoas apresentaram os mesmos sintomas e foram atendidos em diversos bairros.

A fabricante passou a ser investigada por suspeita de causar surto de doença de transmissão hídrica alimentar. A secretaria informou que amostras da água utilizada na fabricação dos picolés foi levada para análise em laboratório.