Foto: Polícia Civil/Divulgação

A Polícia Civil acredita que a motivação da morte do tenente Glaiton Silva Contreira, 52 anos, tenha sido por questões patrimoniais. O enteado, 25 anos, foi preso em flagrante e confessou o crime.

Segundo a Polícia Civil, a divisão de um imóvel na separação entre o tenente e a mãe do jovem foi a motivação para a morte, pois o enteado acreditava que ele e a mãe sairiam prejudicados.

O tenente estava desaparecido desde o último domingo (25) e foi encontrado degolado na noite da última segunda-feira (26), em Sapiranga. O bombeiro atuava em Montenegro e foi encontrado com um corte profundo no lado esquerdo do pescoço.