Foto: JL Balestrin/GBC

A morte de João Alberto Silveira Freitas de 40 anos no Carrefour da Avenida Plínio Brasil Milano, na Zona Norte de Porto Alegre, gerou protestos em filiais do hipermercado na Região Metropolitana. A loja da Zona Leste da Capital, de Canoas e de Gravataí, também tiveram a presença de manifestantes.

Em Canoas, foram registrados movimentos na última sexta (20) e no domingo (22). Pequenos grupos se uniram e protestaram contra o racismo. Não houve problemas como os que ocorreram em Porto Alegre, onde um grupo se dispersou da manifestação e invadiu o hipermercado.

A Brigada Militar (BM) reforçou o policiamento no local.