O Ministério Público de Caxias do Sul, enviou à justiça um pedido de recurso na última sexta-feira (4), no qual solicitava que fossa aumentada a pena de Juliano Pimentel de Souza, que foi condenado pelo estupro e morte de Naiara Soares Gomes, 7 anos, em 2018.

No julgamento realizado na última quinta-feira (3), Juliano foi sentenciado a 36 anos, seis meses e 20 dias de prisão em regime fechado. O promotor de acusação acha que essa pena poderia ser maior, por isso enviou a solicitação para que a pena fosse aumentada.