Foto: Jaime Zanatta/ GBC

Após estuprar o filho, um bebê de 11 meses, o homem de 25 anos foi linchado por moradores do bairro Mathias Velho, em Canoas. Conforme a Brigada Militar (BM), a mãe da criança relatou para os policiais que ele apanhou e que jogaram até água fervendo no corpo dele.

Por causa dos ferimentos, o pai da criança foi levado para o Hospital de Pronto Socorro (HPSC). Lá, ele foi sedado por médicos e acabou preso.

O crime

A criança foi abusada ainda na noite da última terça (15). A situação foi flagrada pela mãe que, pediu ajuda para os vizinhos, e acionou a Brigada Militar (BM).

O criminoso, segundo a delegada plantonista Ana Flávia Leite, tem antecedentes criminais e era foragido da justiça. A investigação confirmou que ele é pai da vítima.

O diretor da 2ª Delegacia de Polícia Regional Metropolitana (2ª DPRM), delegado Mário Souza, afirmou que “foi uma barbárie, um crime absurdo”. Além disso, ele pontuou que a ação “teve uma atuação eficiente da Brigada Militar e uma rápida autuação e diligências da Polícia Civil no hospital e em outros locais necessários a investigação preliminar.”