Foto: Jaime Zanatta/GBC

Na abertura na primeira reunião do Conselho de Enfrentamento à Pandemia, realizada na manhã desta quarta-feira (13), o prefeito Jairo Jorge agradeceu o esforço empreendido por todas as instituições, e defendeu uma flexibilização segura, que equilibre economia e saúde.

“De acordo com os indicadores, o momento atual é grave, mas isso não nos abate e nem retira de nós a determinação de enfrentar e vencer essa pandemia. Isso só exige mais atenção e esforço por parte do poder público, e também da própria sociedade. Não temos os mesmos recursos financeiros dos países europeus. Temos dificuldades e o setor produtivo e os trabalhadores pagaram um preço muito alto até agora. Por isso, temos que manter os empregos, adotando um sistema menos rígido, mas compatível com a saúde e a segurança da população”, declarou.

Na reunião a Prefeitura de Canoas apresentou as medidas adotadas nos primeiros dias de gestão e o plano de ação de combate ao coronavírus. As ações abrangem a ampliação da testagem da população e a elaboração do plano municipal de imunização, o que até o final de dezembro não tinha sido encaminhado pela gestão anterior.

Para a próxima semana está previsto o anúncio de um novo decreto, que deverá compilar e simplificar as regulamentações em um único documento.

Falta de testes e plano de contingência desatualizado

Um diagnóstico do cenário encontrado pela atual gestão foi apresentado pelo secretário municipal de Governança e Enfrentamento à Pandemia e presidente do Conselho, Felipe Martini, e pelo secretário municipal da Saúde, Maicon Lemos. Os problemas incluem falta de testes para Covid-19, dados epidemiológicos não informatizados e número de leitos de UTI Covid inferior ao informado pela antiga gestão, além de leitos não habilitados para recebimento de recursos federais.

Outras situações preocupantes tratam do funcionamento da central de preparo e armazenamento das amostras em local inapropriado e insalubre, ausência de planejamento para compra dos insumos necessários à imunização dos canoenses e plano de contingência para o enfrentamento da Covid-19 desatualizado – a última versão foi publicada em 16 de outubro de 2020. “Estamos informatizando o sistema de dados para dar agilidade na divulgação das informações referentes à pandemia, o que não existe hoje. A Prefeitura de Canoas estava em um voo cego e nós precisamos devolver transparência no trato ao combate da pandemia”, afirmou Martini.                                                                        

Realização de 55 mil testes até abril

A meta é realizar 55 mil testes até o mês de abril, número próximo do que foi realizado em todo o ano passado no município. O secretário da Saúde afirmou, ainda, que o plano de imunização já está em elaboração. Além de aperfeiçoar o sistema de informações, a Prefeitura deverá lançar o mapa de contágio, com identificação dos casos de Covid-19 por bairro.

“Estamos atentos ao olhar de todos para podermos construir um plano de enfrentamento de acordo com a realidade do município de Canoas. Essa é a premissa básica. A demanda será grande e temos que dar conta. Precisamos estar preparados para toda a logística de transporte e conservação das vacinas que estiverem disponíveis”, ponderou Lemos. Nos próximos dias, o município adotará um protocolo de funcionamento e de enfrentamento ao coronavírus a ser adotado por todas as unidades de saúde. Outra ação diz respeito ao lançamento da Cartilha Covid-19, a ser publicada no site e nas redes sociais da Prefeitura, informando, de forma didática, o avanço no tratamento e enfrentamento da pandemia, com atualizações semanais.

Ações em andamento

Ampliação de 15 novos leitos de UTI Covid-19 nos hospitais e manutenção dos já habilitados, totalizando 58 nos primeiros dias de gestão.

Transparência total a respeito da situação pandêmica na cidade, através da construção de boletins e mapas epidemiológicos.

Elaboração do Mapa Epidemiológico, que permitirá a identificação e o monitoramento de casos por bairro.

Novo decreto

Com o novo decreto que está sendo elaborado, a Prefeitura de Canoas pretende compilar as regulamentações em único documento e simplificar a linguagem para permitir uma melhor compreensão. Dos 50 decretos existentes hoje, 46 estão vigentes, segundo o procurador-geral César Palma. “É um anseio de todas as áreas entender o que é permitido ou não”, destacou.

Em suas falas, os representantes das entidades que compõem o Conselho de Enfrentamento à Pandemia apontaram, justamente, a dificuldade de compreensão das regras em função do grande número de normas e da complexidade das informações.

A reunião do Conselho contou com a participação de representantes da CDL, CICS, Simecan, Sindilojas, Consepro, Somedica, Universidade La Salle, Uniritter, Ulbra, Canoas Shopping, ParkShopping e OAB Canoas, além do infectologista Rodrigo Machado e do epidemiologista Elson Farias.

Plano de ação da gestão

Ampliação da testagem da população, com a aquisição imediata de 20 mil testes rápidos, 10 mil kits de coletas para RT-PCR e 2 mil testes de antígeno, com investimento de R$ 479 mil, e ampliação dos locais de coleta;

Atualização do Plano de Contingência para o enfrentamento da Covid-19.

Plano Municipal de Imunização Covid-19 e aquisição imediata dos insumos necessários para vacinação (500 mil seringas e agulhas).

Projeto Aglomera Não!, que visa orientar, prevenir, monitorar e diminuir os efeitos da pandemia de modo geral. As ações contarão com equipes volantes, medição de temperatura, testes e visitas aos estabelecimentos comerciais.

Novas instalações da Central de Preparo e Armazenamento dos testes em local adequado no Hospital Municipal de Canoas (HU) e revisão do fluxo de trabalho.

Informatização do processo de levantamento dos dados epidemiológicos, dando agilidade na divulgação das informações. Criação de plataforma para acesso de usuários aos resultados dos exames de Covid-19 e orientações, em parceria com o Canoastec.