Um criminoso de Canoas usou a foto e o nome do delegado regional de Santa Maria da Polícia Civil, Sandro Meinerz, para aplicar dois golpes na Região Metropolitana. Uma vítima de Canoas e outra de Cachoeirinha caíram no golpe. As duas pessoas entregaram dois videogames, ambos avaliados em mais de R$ 1,5 mil, sem conferir se o pagamento tinha sido feito efetivamente. Em um dos casos, o criminoso mandou um comprovante de depósito falso.

Além disso, de acordo com o delegado, mais dois moradores de Porto Alegre também fizeram contato com ele para confirmar se, de fato, era ele que estava interessado nos produtos. Eles não caíram no golpe.

O crime funcionava da seguinte maneira: o estelionatário usava a imagem e o nome do delegado para realizar compras por um site de venda de itens particulares e depois também para manter conversas com os vendedores pelo WhatsApp. Também está sendo apurado se os responsáveis por irem até as casas das vítimas buscar os produtos eram só motoristas de aplicativo ou se também têm envolvimento com os crimes.

O delegado já registrou ocorrência sobre o fato, que será investigado. São pelo menos dois crimes: o de estelionato e também de falsa identidade.