Foto: Arquivo Pessoal/Reprodução

A adolescente, 16 anos, morta a tiros pelo ex-namorado em, no bairro Guajuviras, em Canoas, na madrugada do último sábado (13), recebeu mensagens do rapaz no dia do crime.

https://www.youtube.com/watch?v=PnMbRX_QBio

Segundo a polícia, Júlia foi a uma festa com duas amigas quando recebeu a mensagem do ex-namorado que dizia: “Vem cá meu amor, estou morrendo de saudade de ti”, escreveu o rapaz.

As amigas de Júlia tentaram convencer a jovem de ficar com elas, porém a adolescente decidiu ir até Canoas para encontrar com o ex-namorado.

Conforme apurado por Agência GBC, Júlia teria brigado com o ex-namorado e depois morta a tiros por ele que é o principal suspeito do crime. Ela e uma amiga, também adolescente e grávida, foi baleada por um amigo do atirador. Ferida, ela segue internada no Hospital de Pronto Socorro de Canoas (HPSC).

O namoro de Júlia e o acusado de matar ela, já era de conhecimento da polícia. Em 2020, duas ocorrências policiais envolvendo desavenças do casal foram registradas. Em julho, Júlia foi esfaqueada por ele e registrou ocorrência por lesão corporal. Em outubro, a mãe dela registrou o sumiço da jovem. A suspeita é que após desaparecer, ela tenha voltado a ter contato com o ex-namorado, que tentava reatar o relacionamento.

A família de Júlia morava em Viamão. O caso é tratado como feminicídio e é investigado pela Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (DEAM).