Foto: Colégio Tiradentes/Reprodução

A prefeitura de Canoas assinou hoje um termo de intenção, junto ao Ministério da Educação, para adesão ao Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares. A primeira unidade será implantada na Escola Municipal de Ensino Fundamental Ícaro, com 18 turmas, do 1º ao 9º ano, e deverá começar a funcionar no mês de abril (a depender da situação de controle da Pandemia de Covid-19). A proposta é instalar quatro dessas escolas até 2024 (uma por ano) em Canoas.

Em cerimônia na EMEF Ícaro para assinatura do termo, estiveram presentes o idealizador das Escolas Cívico-Militares no RS, deputado estadual Tenente Coronel Zucco, o prefeito Jairo Jorge, o vice-prefeito Nedy de Vargas, a secretária de Educação Sônia Rosa, a secretária de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Inovação, Simone Sabin, e a diretora da Ícaro, Jacqueline Mendonça Fernandes, entre outros convidados.

“É fundamental construir junto com as crianças e adolescentes um compromisso na educação com disciplina, com todo um incentivo para que estudem, busquem um aprimoramento, conhecimento. Eu acho que a escola cívico-militar tem esses ingredientes”, declarou o prefeito. Ele destacou que o propósito não tem nada a ver com o militarismo, a quebra dos princípios educacionais. Serão mantidos todos os princípios pedagógicos, toda a metodologia que a escola já tem. “É importante que a gente tenha aqui a capacidade de olhar o outro, a capacidade de convivência, de defesa da democracia. A escola é o berço da democracia”, frisou Jairo Jorge.

“É uma honra receber um programa como este, em que os alunos terão outros conhecimentos, que não só os cognitivos, mas também outros tantos civis, que essa proposta traz. É importante ratificar que a escola não perde sua identidade pedagógica, que é desempenhada pela diretora, junto com a mantenedora. Então, é mais uma contribuição para consolidarmos uma educação de qualidade, em que os indicadores dessa escola (Ícaro) permaneçam crescendo. Essa é a nossa perspectiva enquanto setor público”, declarou a secretária Sônia.

Uma das idealizadoras do projeto em Canoas, a secretária Simone Sabin, destacou que a conquista decorre de um acordo feito com o prefeito, no início da gestão. “Como professora, vejo a importância da educação na vida desses futuros adultos, então, estou muito feliz com a escola cívico-militar. É muito importante a qualificação desta escola para os alunos, abrir novos caminhos para essas crianças, que irão aproveitar uma nova realidade”, comemorou Sabin.

Escola Cívico-Militar

O Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares é uma iniciativa do Ministério da Educação, em parceria com o Ministério da Defesa, que apresenta um conceito de gestão nas áreas educacional, didático-pedagógica e administrativa com a participação do corpo docente da escola e apoio dos militares.

O objetivo é melhorar o processo de ensino-aprendizagem nas escolas públicas, e se baseia no alto nível dos colégios militares do Exército, das polícias e dos corpos de Bombeiros Militares.