Foto: Brigada Militar/Divulgação

A Brigada Militar fiscalizou, ao longo do final de semana, o cumprimento dos decretos com restrições a diversas atividades, diante do risco altíssimo de propagação do coronavírus, confirmado pela bandeira preta determinada pelo Governo do Estado desde o último sábado (27).

Segundo a Brigada Militar, durante o último domingo (28), efetivo do 2º Batalhão de Policiamento em Áreas Turísticas atuou em conjunto com outras forças de segurança estaduais e agentes municipais de fiscalização e de vigilância sanitária.

Balanço das ações da BM no domingo:

Capão da Canoa: Durante o dia, foram realizadas 40 fiscalizações em quiosques na beira da praia e todos estavam fechados. O total de 155 pessoas se encontravam na orla com cadeiras e guarda-sol e foram orientadas a se retirar. Em praças e quadras esportivas outras 75 pessoas foram abordadas e convidadas a deixar os locais.

Xangri-Lá: Realizadas 60 fiscalizações de quiosques durante o dia, estando todos fechados, e 40 pessoas orientadas a deixar a beira-mar. À noite, 25 estabelecimentos comerciais foram fiscalizados e nos locais se encontravam 12 pessoas consumindo.

Tramandaí: Total de 1.150 banhistas orientados a se retirarem da areia da praia. Um mercado que havia sido interditado pela vigilância sanitária na noite do sábado (27), estava aberto no domingo pela manhã e a proprietária foi conduzida à Delegacia de Polícia para registro do descumprimento da interdição. Nesse momento, houve a denúncia de que o mercado foi novamente aberto e com a chegada da Brigada Militar no local, o homem que reabriu o estabelecimento acabou preso. 

Imbé: Foram encontrados quatro estabelecimentos comerciais abertos e 16 pessoas nos locais.

Torres: Flagrados cinco estabelecimentos abertos, com 13 clientes nos locais. Na areia da praia, 84 veranistas receberam orientação para não permanecer na orla.

Arroio do Sal: Foram fiscalizados 11 estabelecimentos, incluindo quiosques à beira-mar, e orientadas 46 pessoas a se retirarem das areias da praia.