Foto: Antonio Maciel / PMPA

A Secretaria Estadual de Saúde do Rio Grande do Sul informou na última terça-feira (2) que Porto Alegre registra transmissão comunitária da variante brasileira do coronavírus, identificada pela primeira vez em Manaus. Na prática, isso significa que não é possível rastrear a origem da infecção e que ela já circula entre os moradores da cidade.

Em parceria com o Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA), foram identificados 21 casos de pessoas residentes em Porto Alegre com a nova variante.  “Em 13 dos 21 casos não foi possível estabelecer contato com pessoas que tenham viajado para localidades específicas — caracterizando a transmissão comunitária”, diz a nota da SES.

O primeiro registro da nova cepa de Manaus no Estado foi em um morador de 88 anos de Gramado, na serra gaúcha. O idoso apresentou os primeiros sintomas da doença no final de janeiro e morreu em 10 de fevereiro, após ficar internado.

O governo do Estado analisa amostras de pessoas de outros municípios gaúchos, mas confirmou o registro na nova cepa apenas nos dois locais até o momento.