Foto: Jaime Zanatta/GBC

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, anunciou nesta sexta-feira (5), a suspensão da venda de itens não essenciais em supermercados. A medida visa evitar aglomerações nos estabelecimentos e passa a valer a partir da próxima segunda-feira (8)

Com isso, os estabelecimentos só poderão comercializar produtos de alimentação, higiene e limpeza. Os demais itens, somente por tele-entrega, como já ocorre para serviços não essenciais.

“Não é apenas uma questão concorrencial, é também uma forma de buscar reduzir as aglomerações nos supermercados. Eles estão abertos pela essencialidade dos produtos que vendem e por isso eles precisam seguir abertos, mas os itens não essenciais não devem ser vendidos”, explicou Leite.

Os locais que não cumprirem a determinação, de acordo do Leite, vão sofrer punições.