Foto: Silvio Avila/AFP

Bruno Lara | brunolara@agenciagbc.com

A secretária de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Inovação, Simone Sabin (PRTB), foi a responsável por intervir junto ao Governo Federal para conseguir os medicamentos necessários para intubação de pacientes graves de Coronavírus. O resultado foi positivo. O Hospital Universitário de Canoas (HU) e o Hospital Nossa Senhora das Graças (HNSG) tiveram os estoques reabastecidos neste sábado (27).

Leia mais notícias de Canoas

Como medida emergencial em virtude da iminente falta nas unidades, a Prefeitura chegou a publicar um decreto informando a requisição administrativa em clínicas médicas e veterinárias e agropecuárias da cidade.

A remessa, que deve durar apenas sete dias, é composta pelos medicamentos atracúrio, cisatracúrio e midazolam. Segundo o secretário municipal da Saúde, Maicon Lemos, há um grave problema de abastecimento enfrentando em todo o país, devido ao aumento de internação de pacientes graves de Covid-19.

O kit intubação é composto por sedativos, relaxantes musculares e bloqueadores neuromusculares. Segundo o secretário da saúde, além de Sabin, o suplente de deputado federal Goldenberg (PSL) também auxiliou na conversa com o Governo Federal.