Foto: divulgação/Corsan

A Metrosul, parceira da Corsan, iniciou a construção de mais duas elevatórias de esgoto para atender aos moradores de Canoas. Atualmente, o município opera com 41 elavatórias e uma estação de tratamento.

As duas novas estruturas estão sendo implantadas no bairro Harmonia, para atender a nova demanda de coleta de esgoto que surgiu após o avanço na instalação de 30 quilômetros de nova rede, que liga aproximadamente 4,5 mil conexões de residências.

Receba as notícias de CANOAS pelo WhatsApp

Uma das estações de bombeamento será construída na Rua Zumbi. As obras já começaram com as escavações preliminares. A previsão é de que na próxima semana as intervenções iniciem na praça Ada Rogato, local da segunda elevatória.

Com estimativa de operação em janeiro de 2022, quando serão entregues as obras de ampliação, as novas EBEs terão capacidade de vazão de 16,3 e 62,3 litros de esgoto por segundo, contribuindo ainda mais com a eficiência do processo de bombeamento do esgoto doméstico gerado na região para a ETE Mato Grande, uma das principais estações de tratamento operadas pela Ambiental Metrosul na Região Metropolitana de Porto Alegre.

Para o funcionamento, as estruturas contarão com poços de sucção, tubulações de barriletes e de recalque, equipamentos eletromecânicos como conjunto de bombas e quadros de comando, além de sistemas operacionais interligados ao Centro de Controle Operacional – CCO por meio de automação dos componentes e telemetria.

As elevatórias são essenciais à operação de coleta de esgoto, pois são elas que bombeiam as águas residuais das redes de uma área mais baixa às estações de tratamento em níveis mais elevados. Além disso, também atuam como filtros, eliminando parte dos resíduos sólidos dos efluentes antes do tratamento. “Essas novas estações de bombeamento integram o projeto de expansão de coleta e tratamento em Canoas e são fundamentais para a funcionalidade do sistema na região”, ressalta o Diretor Executivo da empresa, Fábio Arruda.