Foto: reprodução.

Por Bruno Lara

O ex-governador e pré-candidato a voltar para o cargo, Eduardo Leite (PSDB) conversou neste sábado (2) com o presidente do União Brasil, Luciano Bivar. A aliança com os tucanos no estado está praticamente selada, principalmente após uma grande demonstração de força da sigla na Câmara de Vereadores de Porto Alegre.

No café da manhã entre os dois, a principal condição para o apoio no Rio Grande do Sul é que o PSDB deixe Simone Tebet (MDB) e apoie Bivar como candidato a Presidente da República. Segundo Busato, o partido abriria palanque para o candidato, mas não se sabe se haveria exclusividade, pois poderia dar espaço também para Tebet. “Sempre que o povo gaúcho me chamar eu estarei à disposição. Vamos usar nossa experiência para o RS seguir avançando com ainda mais desenvolvimento”, postou Busato em tom de campanha.

Este é um dos movimentos de Leite em retaliação a falta de apoio do MDB, que reforça a candidatura do deputado estadual Gabriel Souza ao Palácio Piratini. “Tenho uma conversa no início da semana em São Paulo com governador Rodrigo Garcia. Tem a ver com a conversa daqui. Acho que está 99% encaminhado”, afirma Bivar.

R$ 4,9 BILHÕES | SAIBA QUANTO CADA PARTIDO VAI RECEBER DO FUNDO ELEITORAL

Quem também está na disputa por espaço é o PSD, partido do atual prefeito eleito de Canoas, Jairo Jorge. Quem tem sido o porta-voz do seu grupo político é seu sobrinho e líder na Câmara de Vereadores, Jefferson Otto.

O parlamentar protagonizou um debate com o ex-prefeito de Canoas no programa Esfera Pública, da Rádio Guaíba, avisando que Leite teria dificuldade em circular na cidade se estiver com Busato. Para reforçar o recado, ele ainda visitou Gabriel Souza (MDB) e reafiramou que seria a escolha do grupo de Jairo caso o movimento do ex-governador se confirme. “Eduardo Leite (PSDB) comprará guerra com Canoas se escolher Busato como vice”, disse.

Bivar esteve no Rio Grande do Sul, em evento do União Brasil

Demonstração de força

O União Brasil lotou a Câmara de Vereadores de Porto Alegre neste sábado (2) em demonstração de força para o comandante nacional da sigla. Quem também esteve reunido nos últimos dias foi Vieira da Cunha, liderança do PDT, indicativo de que os brizolistas podem agregar nessa candidatura.

Além do presidente nacional da União, estiveram presentes a senadora do Mato Grosso do Sul, Soraya Thronicke, e o ex-juiz e ex-ministro da Justiça Sergio Moro. Figuras conhecidas de Canoas, como o ex-vereador Dario, também foi até a ação e relembrou os tempos como parlamentar.