14.8 C
Canoas
20 de julho de 2024

Associação Brasileira dos Terminais Portuários elege Conselho Deliberativo

Dia de celebração de parcerias e de fortalecimento do compromisso com o desenvolvimento do setor portuário brasileiro. Esse foi o espírito que marcou a eleição dos novos Conselhos Deliberativo (CD) e Fiscal da ABTP para o biênio 2023-2025, durante Assembleia Geral Ordinária (AGO), realizada nesta quinta-feira (25/05), em São Paulo (SP).

Por unanimidade, foi eleita a chapa “ABTP sempre na proa”, composta por 15 conselheiros titulares e 15 suplentes, no Conselho Deliberativo, e seis representantes para o Conselho Fiscal, sendo três titulares e três suplentes. O empresário Roberto Oliva e o executivo Níveo Maluf foram reeleitos para mais um mandato como presidente e vice-presidente do Conselho Deliberativo da ABTP.

Com 34 anos de existência, a ABTP é constituída por 78 empresas associadas que estão à frente de 230 terminais portuários, sendo 132 arrendados e 83 TUPs (terminais de uso privado) e 15 estações de transbordo. Juntas, essas empresas são responsáveis por 70% da movimentação portuária nacional e 14,5% do PIB.

Atuação marcante no setor portuário brasileiro

Pela segunda vez consecutiva à frente do Conselho Deliberativo da ABTP, Roberto Oliva

é formado em Engenharia Civil pela Universidade Federal da Bahia (UFBA) e foi fundador da Intermarítima Portos e Logística S.A, onde atua hoje como Presidente do Conselho da empresa.

Com uma longa trajetória no setor, Oliva ajudou a escrever a história da ABTP desde seus primeiros anos de existência, além de ter ocupado outras funções de relevância no segmento. Ele atuou como fundador e vice-presidente da Federação Nacional dos Operadores Portuários (Fenop), hoje Federação Nacional das Operações Portuárias, e como fundador e primeiro presidente do Sindicato de Operadores Portuários de Salvador (SINDOPSA) e do Órgão Gestão de Mão de Obra do Trabalho Portuário dos Portos de Salvador e Aratu (OGMOSA).

Em seu discurso de posse, Oliva enfatizou que pretende dar continuidade ao excelente trabalho realizado pelo Conselho Deliberativo, tendo sempre em vista a construção de pontes de diálogo entre todos os envolvidos no setor com o objetivo de buscar as melhores soluções para o crescimento dos portos e terminais portuários do país.

Segundo Roberto Oliva, a principal meta da ABTP nesta gestão que se inicia é seguir na construção de um setor cada vez mais forte, pujante e competitivo. “Esta eleição sinaliza a força e a união em torno de nossa entidade”.

O diretor de Diretor de Assuntos Corporativos da Bunge South America, também reeleito por unanimidade ao cargo de vice-presidente do Conselho, é formado em Engenharia Mecânica Automobilística e em Engenharia de Produção pela Faculdade de Engenharia Industrial (FEI) de São Paulo. Possui ainda graduação em Desenvolvimento de Gestores e em Planejamento Estratégico pela Fundação Dom Cabral, além de uma especialização em Gestão de Marketing e Vendas pela Universidade da Califórnia – UCLA.

“É uma imensa honra poder atuar por mais dois anos como vice-presidente de um Conselho tão atuante quanto este. Por isso, abraço novamente essa missão com muito orgulho e espero contribuir da melhor forma possível”, celebrou o vice-presidente do Conselho.

MATÉRIAS RELACIONADAS

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!