Motorista de aplicativo é preso por ajudar ladrões

Ele ainda desempenhava funções de monitorar a movimentação policial ou de testemunhas durante os ataques

CLIQUE AQUI e receba as notícias no WhatsApp

Uma operação policial foi realizada na região metropolitana de Porto Alegre na manhã desta terça-feira (6), com o objetivo de prender dois suspeitos envolvidos em uma quadrilha de roubo de cargas de cigarro.

Um dos suspeitos é um motorista de aplicativo que transportava os criminosos e prestava apoio operacional ao grupo. Cerca de 30 policiais civis cumpriram mandados de busca e prisão em Porto Alegre e Alvorada. O motorista foi preso em Alvorada, mas o segundo suspeito ainda estava sendo procurado.

A investigação, conduzida pela Delegacia de Roubos de Cargas do Departamento Estadual de Investigações Criminais (DEIC) e comandada pela delegada Isadora Galian, se concentrou em cinco roubos de cargas de cigarros ocorridos em bairros da zona norte da capital. Durante o inquérito, cinco suspeitos foram identificados, sendo dois deles alvos da operação policial.

O motorista do aplicativo preso não possuía antecedentes criminais e deve responder por roubo e possível associação criminosa, mas seu nome não foi divulgado.

Multitarefas

Segundo a delegada, o motorista não apenas dirigia para os assaltantes, mas também desempenhava o papel de monitorar a movimentação policial ou de testemunhas durante os ataques, além de ajudar a descarregar os pacotes de cigarro das vans das empresas para os veículos dos criminosos.

Aplicativo de transporte foi acionado

A polícia informou que acionou a plataforma de transporte para assumir as devidas providências administrativas em relação ao motorista envolvido. Os demais membros da quadrilha serão responsabilizados ao final do inquérito, e a delegada não descarta a possibilidade de existirem mais envolvidos.

Além disso, a polícia tem como objetivo identificar os receptores dos cigarros, mas isso será tratado em uma investigação separada.

MATÉRIAS RELACIONADAS

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!