23.1 C
Canoas
19 de julho de 2024

Bebê de 9 meses morre após ser estuprado pelo padrasto

A criança apresentava diversas lesões pelo corpo

CLIQUE AQUI para receber as notícias no WhatsApp

Um bebê de 9 meses, identificado como Isaac franca Farias de Melo, foi levado a uma AMA (Assistência Médica Ambulatorial), na zona sul de São Paulo, com parada cardiorrespiratória e com lesões aparentemente causadas por estupro, no último domingo (17). O padrasto da criança, Rafael Júlio Bezerra Santos, de 26 anos, encaminhou o enteado para a unidade de saúde.

Durante o atendimento médico, Rafael demonstrou comportamento agressivo, levando a equipe médica a solicitar o apoio da GCM (Guarda Civil Metropolitana). Apesar de alegar que o bebê estava engasgado com um pedaço de pão, os médicos não encontraram indícios de que se tratava de um engasgamento no procedimento de entubação.

O bebê apresentou diversas manchas pelo corpo, sangramento superficial e lesões graves, incluindo um pequeno sangramento na bolsa escrotal e ânus dilatado. O estado de saúde de Isaac levou à sua transferência para o Hospital do M’Boi Mirim, onde sofreu uma nova parada cardiorrespiratória e não sobreviveu.

Mãe namorava acusado há pouco tempo

Gabriela França Farias de Melo, de 21 anos, a mãe do bebê, foi informada sobre o falecimento da criança. Gabriela havia deixado seu filho sob os cuidados de seu namorado com quem reatou o relacionamento há cerca de um mês. A última vez que Gabriela teve contato com ele foi por volta das 15h30, quando falou sobre o bebê.

Mais tarde, Gabriela recebeu uma ligação da cunhada informando que a criança estava no Hospital do M’Boi Mirim e que Isaac havia falecido. Gabriela afirmou não ter notado lesões na criança, apenas uma marca nas costas após ele ter dormido em cima de uma chupeta.

O irmão de Gabriela encontrou o cunhado tomando banho e pediu que ele chamasse uma ambulância para socorrer Isaac. Durante o contato com o bebê, o tio notou hematomas em seu corpo e manchas de sangue no lençol da cama onde costumava dormir.

O laudo médico do hospital revelou que a vítima apresentou equimoses e hematomas em todo o corpo, bem como lesões nas costas e escoriações nos testículos e ânus. Rafael optou por permanecer em silêncio durante seu depoimento e foi preso em flagrante pelo crime de estupro, que resultou na morte de Isaac. A Polícia Civil solicita a conversão da prisão em preventiva do suspeito, e o caso foi encaminhado ao 47° DP (Capão Redondo).

MATÉRIAS RELACIONADAS

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!