APÓS LUTAR CONTRA ASSALTANTES: Motorista de aplicativo é morto a facadas

Motorista teria rido após criminoso anunciar assalto, por acreditou se tratar de brincadeira

CLIQUE AQUI para receber as notícias pelo WhatsApp

O motorista de transporte por aplicativo Vágner de Souza Ferreira, 39 anos, foi morto a facadas enquanto fazia uma corrida para dois passageiros, na madrugada desta sexta-feira (1º). Os clientes, Marcia Eduarda Alecrim, 24, e Guilherme de Almeida Calixto, 21, anunciaram o assalto após entrar no veículo da vítima e cometeram o assassinato, segundo a polícia.

Natural de Barreiras (BA), Vágner morava no setor de chácaras de Luziânia (GO), no Entorno do Distrito Federal, era casado e não tinha filhos. A vítima será enterrada no Distrito Federal, mas ainda não há data definida para a despedida.

A família da vítima relatou aos investigadores que o motorista estava na profissão havia cinco anos e que trabalhava incansavelmente para pagar a casa onde morava com a esposa, além de realizar o sonho de trocar o carro por um automóvel elétrico.

Os parentes de Vágner também contaram que alertavam constantemente o motorista sobre os riscos de trabalhar com transporte por aplicativo.

Fuga e prisão

Depois de cometerem o assalto e o assassinato, a dupla de criminosos foi abordada no momento em que fugia no carro da vítima, um HB20 prata. A Polícia Militar de Goiás (PMGO) parou o veículo ao perceber que trafegava “em atitude suspeita”, pois estava em alta velocidade próximo ao balão de Santa Maria.

Ao se aproximarem do automóvel, os PMs viram o motorista sem camisa e com as mãos marcadas de sangue. Uma mulher ensanguentada também o acompanhava. Marcia Eduarda disse ser amiga de Guilherme e contou que os dois moravam juntos, em um apartamento alugado em São Sebastião.

Por volta de 22h da última quinta-feira (30), Guilherme teria pedido um carro de aplicativo em nome dele, para um shopping de Santa Maria, ao mesmo tempo em que combinava com outra pessoa para roubar o carro do motorista. Marcia Eduarda relatou à polícia ter entendido se tratar de um plano de assalto, mas acompanhou o amigo por “insistência” dele.

Contudo, o assaltante insistiu, e Vágner destravou a porta. Guilherme desceu e caminhou até a vítima com um simulacro de arma de fogo, de acordo com o relato. Em seguida, os dois começaram a brigar, mas o assaltante conseguiu correr, e o motorista teria tentado esfaquear Marcia Eduarda.

Ainda segundo a versão da suspeita, Guilherme teria voltado e começado a agredir o motorista com diversas facadas. Vágner não resistiu, e o casal fugiu no carro dele até ser abordado pela PMGO.

O criminoso apresentava um corte na barriga e chegou a ser levado ao hospital. Ele e a comparsa foram presos em flagrante. A 20ª Delegacia de Polícia (Gama) investiga o caso, registrado como latrocínio — roubo seguido de morte.

MATÉRIAS RELACIONADAS

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!