20.5 C
Canoas
23 de junho de 2024

Bebê morre após receber medicamento na veia em UPA

A causa apontada na declaração de óbito foi broncoaspiração

Uma bebê de 1 ano morreu após receber medicamento na veia em uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), em Itaquera, zona leste de São Paulo, na última sexta-feira (19). Os pais da criança denunciam erro médico durante o atendimento.

Segundo a família, Lua Smith Azevedo apresentou febre e sintomas gripais na quarta-feira (17). Os pais a levaram para um posto de saúde no bairro em que moram. Após receber medicamento, a bebê foi liberada.

No entanto, a menina voltou a ter febre no dia seguinte. Dessa vez, os pais levaram Lua até a UPA 26 de Agosto, no bairro da zona leste, por volta de 22h. Uma médica prescreveu um medicamento, que foi aplicado em seguida por uma enfermeira.

De acordo com a mãe, a profissional administrou de forma errada o remédio na criança, uma vez que a médica indicou a aplicação por gotejamento, e a enfermeira fez um bolus — quando o medicamento é aplicado diretamente na veia do paciente em até um minuto.

Lua sofreu uma parada cardíaca. Os médicos tentaram reanimá-la, mas a bebê não resistiu. A causa apontada na declaração de óbito foi broncoaspiração — condição em que alimentos, líquidos, saliva ou vômito são aspirados pelas vias aéreas, de acordo com a emissora.

Segundo a Secretaria da Segurança Pública (SSP), o caso é investigado pelo 65°DP (Artur Alvim). A Polícia Civil pediu exames necroscópicos e toxicológicos ao Instituto Médico Legal. De acordo com a pasta, a enfermeira é investigada.

A mãe de Lua foi ouvida nessa segunda-feira (22).

Secretaria Municipal de Saúde, responsável pela UPA, afirmou que “lamenta profundamente e se solidariza com a família”. O caso foi encaminhado ao serviço de verificação de óbito para esclarecimento. A pasta instaurou uma “rigorosa apuração interna” para avaliar o atendimento prestado pela UPA 26 de Agosto, segundo a nota.

Fonte: Metrópoles

MATÉRIAS RELACIONADAS

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!