17 C
Canoas
23 de junho de 2024

MP intensifica ações contra desvios de doações para vítimas da enchente

Nos últimos dias, pelo menos três casos foram alvos de operações

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO) do Ministério Público do Rio Grande do Sul (MPRS) está intensificando a investigação sobre desvios de donativos destinados às vítimas da enchente. Nos últimos dias, pelo menos três casos foram alvos de operações. 

O caso mais recente, conforme o MP, envolve a cidade de Barra do Ribeiro. A denúncia apontava que produtos enviados pela Defesa Civil Estadual foram desviados após chegar no município. A investigação descobriu que as doações foram  indevidamente entregues a uma entidade associada a um pré-candidato nas próximas eleições municipais. Três suspeitos foram alvo de uma operação onde foram apreendidos centenas de produtos, documentos, celulares e mídias eletrônicas que servirão como provas.

Desvios de doações para vítimas da enchente: Irregularidades em ONG 

Em Cachoeirinha, o GAECO investiga os desvios que ocorreram em uma ONG. A instituição foi alvo de uma operação de busca e apreensão após denúncias de que donativos estavam sendo desviados para um depósito não oficial. Três suspeitos, com envolvimento político no município, são alvo da investigação.

Integrantes da Defesa Civil alvos de operação

Em Eldorado do Sul, o GAECO realizou uma operação no sábado contra três agentes públicos da Defesa Civil municipal, suspeitos de desviar doações para futuros eleitores. Foram cumpridos nove mandados de busca e apreensão nas residências dos suspeitos, na Prefeitura e em depósitos da cidade.

Os agentes, sendo dois deles pré-candidatos às eleições deste ano, foram temporariamente afastados de suas funções na Defesa Civil. Entre os itens apreendidos estão celulares, documentos e dinheiro. Os crimes investigados incluem apropriação indébita, peculato e associação criminosa durante estado de calamidade pública. 

MATÉRIAS RELACIONADAS

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!