18.2 C
Canoas
20 de junho de 2024

Jovem que estava desparecido é encontrado morto perto de casa

O suspeito por realizar o crime é seu melhor amigo

Um homem encontrou o corpo de um jovem dentro de um saco em uma vila do Rio de Janeiro, na última segunda-feira (10). A suspeita é que seja o corpo de Caio da Silva Rondão, que estava desaparecido desde dia nove de fevereiro, dias de carnaval. 

De acordo com depoimentos das testemunhas para a polícia, o corpo foi achado por um pedreiro em uma obra, perto de casa. Segundo a prima de Caio, o pedreiro estava fazendo obra e foi pegar areia quando encontrou o menino “Esse pedreiro estava fazendo obra e foi pegar uma areia. Quando ele enfiou a pá, viu que tinha um corpo ali, e chamou a família”.

Desaparecimento

Segundo a família, o vendedor mandava mensagens “estranhas”, ora dizendo que estava no bairro da Penha, ora em Arraial do Cabo.

De acordo com a prima do jovem, amigos próximos de Caio receberam mensagens dele pedindo para que buscassem o videogame e camisetas do Flamengo na casa da mãe dele. “Segunda-feira, supostamente, o Caio mandou mensagem para três amigos que ele tem, o Wesley e mais dois, dizendo para pegarem o videogame dele e duas blusas do Flamengo na casa da mãe dele, avisando. Os outros dois amigos não estavam aqui próximo, e esse Wesley, que está foragido, estava”. Depois desse dia a família não conseguiu mais contato com o jovem.

Já na quinta-feira , já sem notícias depois de alguns dias, o irmão de caio recebeu uma ligação de um número estranho, pedindo que não ligassem mais no telefone, “Quando o irmão dele atendeu, falaram: ‘Não liga, porque a gente está aqui com o telefone e o videogame dele'”.

LEIA MAIS:

Dinheiro guardado

O jovem tinha R$7 mil reais guardados referente uma rescisão de contrato com um antigo trabalho, mas o dinheiro sumiu após ele desaparecer.

Suspeita do jovem desaparecido

Acredita-se que Wesley de Souza, o melhor amigo de Caio, tentou escapar com o corpo, mas devido ao peso, o saco acabou ficando preso no telhado da casa.

Ainda não encontraram Wesley de Souza, o principal suspeito do caso.

MATÉRIAS RELACIONADAS

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!