14.8 C
Canoas
20 de julho de 2024

Polícia Civil faz operação contra criminosos que praticam extorsão e golpe dos nudes em Canoas

A operação conta com o apoio do 26° Batalhão de Polícia Militar (26° BPM)

A Polícia Civil deflagrou na manhã desta quarta-feira (10) a Operação Decipi. O objetivo é combater crimes de extorsão praticados através do golpe dos nudes ou extorsão sexual. 

Mais de 100 policiais cumprem 20 mandados de busca e apreensão em Canoas, Cachoeirinha, Alvorada, Viamão e Porto Alegre. Conforme a polícia, um dos objetivos é obter outros elementos de prova para reforçar o inquérito sobre a participação dos investigados no esquema criminoso. 

Na ofensiva, os policiais apreenderam uma pistola calibre .380 com numeração raspada e 1,5kg de maconha. 

A operação conta com o apoio do 26° Batalhão de Polícia Militar (26° BPM). 

Investigação para combater o golpe dos nudes

Conforme o delegado André Lobo Anicet, titular da 1ª Delegacia de Polícia de Cachoeirinha, a investigação do esquema começou logo após a polícia apreender diversos celulares na Penitenciária Estadual de Porto Alegre. Na época, os policiais apuraram o delito de favorecimento real. 

Com as apreensões, os investigadores apuraram que o investigado utilizava a foto de um delegado de polícia como imagem de perfil em um aplicativo de conversas. 

“Nas investigações, observou-se que apenados em comunhão de esforços se cotizavam para a prática do golpe, ficando uns com as imagens de mulheres, outros buscavam contas bancárias para o recebimento de valores oriundos dos crimes, outros faziam os papéis de Delegados de Polícia, familiares e advogados”, explica Anicet.

Além dos presos, a investigação apontou que o grupo também tinha integrantes fora do sistema prisional. Eles recebiam os valores oriundos das extorsões e, em seguida, repassavam aos outros membros do esquema criminoso.

MATÉRIAS RELACIONADAS

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!