HOMICÍDIOS | Polícia Civil prende em Canoas suspeito de envolvimento em assassinatos no Vale do Paranhana

Foto: Polícia Civil/ Divulgação

Da redação | A Polícia Civil prendeu na manhã desta quarta-feira (7) três homens, consideradas suspeitas de envolvimento em cinco homicídios ocorrido neste ano em Rolante, no Vale do Paranhana.

Um deles é apontado como líder do tráfico na cidade e foi preso em sua residência, em Canoas, na Região Metropolitana. No momento da captura, ele portava um revólver 9 milímetros – mesmo calibre utilizado em parte dos homicídios.

O segundo suspeito foi preso em Rolante. O terceiro já havia sido detido durante as investigações policiais, mas foi expedido novo mandado de prisão em função dos crimes que praticou.

O delegado Vladimir Medeiros, da Delegacia de Polícia de Rolante, relembra os assassinatos praticados pelo grupo.

“Na noite de 11 de julho, uma das vítimas foi abordada em sua residência, no bairro Rio Branco. Na tarde do dia 30 de julho, o corpo da vítima foi encontrado na cidade de Maquiné, com diversas perfurações por arma de fogo e sinais de tortura. Na madrugada do dia 14 de julho, outros dois indivíduos foram executados com diversos disparos de arma de fogo, quando estavam no interior de uma residência localizada na rua Guilherme Emig. Na madrugada do dia 20 de agosto, um indivíduo foi executado com diversos disparos de arma de fogo quando estava no interior de sua residência, bairro Rio Branco. Na madrugada do dia 06 de setembro, um homem foi executado com diversos disparos de arma de fogo quando estava no interior de sua residência, localizada também no bairro Rio Branco.”

Vladimir Medeiros, afirma que, apesar do elevado número de homicídios praticados até agora em 2018 na cidade, a Polícia Civil esclareceu todos os crimes, identificando autoria e realizando apreensões de armas de fogo e prisões em todos os casos. O delegado ressaltou ainda que “a qualidade das investigações policiais é que levou ao resultado extremamente positivo, demonstrando reconhecimento e orgulho da equipe de policiais civis que, apesar de pequena, sempre se mostrou muito dedicada e competente”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *