FOTO: Google Maps/Reprodução

FOTO: Google Maps/Reprodução

Da redação | Uma meningite pneumocócica causou a morte de uma criança de oito anos no último domingo (19), em Viamão. O resultado do exame de pulsão lombar, procedimento de retirada do líquor das meninges, foi divulgado na manhã desta terça-feira (21), apontou que a doença foi causada pela evolução da bactéria pneumococo, causadora de enfermidades como  pneumonia, otite, entre outras.

De acordo com o exame, o menino teve uma infecção na  garganta, o que pode ter sido a causa inicial para a evolução de um  quadro de meningite pneumocócica. Nestes casos, a bactéria evolui rapidamente pelo sistema sanguíneo até causar uma infecção geral.

Equipes do Centro de Vigilância Epidemiológica do Estado estão no município realizando uma  investigação epidemiológica sobre as pessoas que tiveram contato com a  criança, assim como seu histórico de infecções.

Rotina

Nesta manhã, as aulas foram retomadas na escola 20 de Setembro, onde o menino estudava. A Secretaria Municipal de Saúde garante que “não há surto da doença”. Contudo, medidas preventivas estão sendo tomadas para prevenir a aparição de novos casos.

Uma das  ações adotadas foi a oferta de vacinas contra meningite tipo C  para alunos da escola. Conforme a pasta, a imunização é fornecida regularmente  pelo SUS e pode ser feita em qualquer dia nos postos do município.

Ao todo, 70 casos de meningite foram detectados no Rio Grande do Sul neste ano. Desses, dez resultaram em morte.