FOTO: Derli Colombo Jr./Prefeitura de Canoas

Da redação com informações da Prefeitura de Canoas | Denúncias anônimas levaram equipes da Secretaria Municipal da Saúde  e da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social de Canoas a interditar, nesta sexta-feira (8), uma casa de acolhimento de adolescentes e adultos dependentes de álcool e drogas, no bairro Niterói. O local funcionava com Alvará Sanitário vencido desde outubro do ano passado.

A equipe da Vigilância em Saúde esteve na casa e constatou diversas irregularidades, como explica a diretora Vanessa Dornelles. “O dormitório dos internos estava em péssimas condições. Havia mofo nas paredes e esgoto a céu aberto em razão de uma obra em andamento. Os alimentos estavam guardados em caixas, expostos ao calor e a bichos. A casa foi interditada e terá um prazo para se regularizar”, disse.

No momento da abordagem, o residencial abrigava 13 pessoas. Deste total, 12, que eram internos da casa, foram transferidos para uma Comunidade Terapêutica no município de Bom Retiro do Sul. Um dos abrigados, sob responsabilidade do município, foi encaminhado para o Hospital Universitário (HU). “Em razão de todos os problemas encontrados, vamos encaminhar a situação para a Procuradoria Geral do Município (PGM) e avaliar a possibilidade de rompimento do convênio com esta instituição”, finaliza a diretora da Vigilância em Saúde de Canoas.