20/03/2015- São Paulo- SP, Brasil- A Secretaria da Saúde do governo do estado de São Paulo informou nesta sexta-feira (20) que um homem de 35 anos, morador de Pedreira, na Zona Sul de São Paulo, morreu por dengue na capital paulista. É a terceira morte pela doença registrada na cidade neste ano de 2015, segundo o governo estadual. A Prefeitura de São Paulo diz que ainda investiga o caso.

Os agentes de endemias da Vigilância Ambiental da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) identificaram nesta segunda-feira (05) um novo foco do mosquito transmissor da dengue, febre chikungunya e zika vírus. Este é o terceiro localizado em Caxias do Sul neste ano.

O novo foco do inseto foi identificado em vistorias realizadas no bairro Planalto, onde outros dois já haviam sido encontrados durante o Levantamento Rápido do Índice de Infestação do Aedes aegypti (LIRAa), realizado de 21 a 28 de fevereiro. O coordenador da Vigilância Ambiental, Rogério Poletto, esclarece que durante toda esta semana as vistorias estão sendo intensificadas naquela região. Segundo ele, a meta é visitar todos os imóveis do bairro Planalto. O coordenador ressalta ainda que os três focos foram identificados em residências, dentro de pequenos recipientes com água parada.

“Eram dois potes e um cano que acumularam água, resíduos recicláveis que poderiam ter sido corretamente descartados, evitando o risco de proliferação do Aedes aegypti. Por isso, alertamos a população para a importância dos cuidados permanentes de combate ao mosquito. O apoio da comunidade é fundamental para o controle do inseto”, afirma Poletto.

Em 2017, 15 focos do Aedes aegypti foram encontrados na cidade, de janeiro a maio. Os agentes de endemias e os agentes comunitários de saúde do município fazem o monitoramento constante do inseto, visitando imóveis residenciais, comerciais e industriais. Quinzenalmente, também são vistoriados pontos estratégicos, ou seja, locais onde há maior probabilidade de acúmulo de água parada, como cemitérios, floriculturas e ferros-velhos. Além das vistorias de rotina, a Vigilância Ambiental realiza quatro LIRAas anualmente na área urbana de Caxias do Sul. Os próximos estão programados para os meses de junho, setembro e novembro.

Prevenção

– Limpar com escovação semanal o recipiente de água dos animais domésticos;

– Recolher o lixo do pátio;

– Colocar o lixo ensacado para ser recolhido pela Codeca;

– Recolher pneus inservíveis e armazená-los em locais secos e protegidos da chuva; ou encaminhar ao Ecoponto da Codeca (não tem custo para o morador que entregar o pneu seco na Codeca);

– Tampar caixas d’água;

– Colocar telas milimétricas em caixas d’água descobertas, reservatórios de captação de água da chuva e nos ralos;

– Limpar as calhas;

– Semanalmente, lavar e escovar piscinas plásticas, trocando a água;

– Eliminar os pratinhos das plantas.

*Com informações da Pref. Mun. de Caxias do Sul