Foto: Jaime Zanatta/GBC

Foto: Jaime Zanatta/ GBC

Da redação | O Ministério Público Federal (MPF) expediu recomendação à Trensurb para que a empresa melhore os acessos às estações Unisinos e São Leopoldo. O órgão público apurou que os dois locais são os mais críticos para acessibilidade dos usuários.

Entre os problemas, está a inoperância de duas escadas rolantes na estação São Leopoldo. Na Unisinos, todas as quatro escadas rolantes são sem funcionamento. O MPF pediu em caráter emergencial que sejam aplicadas medidas provisórias até que sejam instaladas as novas escadas, o que está previsto para agosto, em vista do processo licitatório e da compra dos novos equipamentos.

Medidas como colocação de banners e cartazes indicando acessos alternativos e o andamento do processo de licitação estão entre as recomendações. Outro ponto é a inserção de pisos táteis e banheiros adaptados, propondo melhorias no acesso de deficientes e idosos.

O MPF pede um plano emergencial de manutenção de elevadores e escadas rolantes, sendo que os equipamentos não poderão permanecer inoperantes por mais de 24 horas.

Caso descumpra as recomendações, a Trensurb terá que arcar com medidas judiciais. O prazo para cumprimento varia de 10 a 30 dias..