Da redação | A Polícia Civil prendeu, na manhã desta segunda-feira (21), duas pessoas acusadas de estupro de vulnerável em Porto Alegre e na região metropolitana. As ações foram realizadas pela Delegacia de Capturas (Decap), do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic).

Segundo o delegado Arthur Raldi, um homem de 58 anos foi preso no bairro Rubem Berta, em Porto Alegre, em cumprimento a mandado de prisão por estupro de vulnerável. Ele é suspeito de abusar sexualmente de sua enteada, de nove anos. O fato ocorreu em 2014, no bairro Jardim Leopoldina. Na ocasião, a mãe já desconfiada dos abusos, voltou mais cedo para casa e flagrou o companheiro abusando da criança. Embora o Departamento Estadual de Proteção à Criança e ao Adolescente (Deca) tenha concluído as investigações de forma muito ágil, pouco mais de um mês após a prisão em flagrante, o acusado foi colocado em liberdade e, no dia 17 de maio de 2018, foi expedido o mandado de prisão cominando uma pena de 14 anos de reclusão em decorrência do fato. O mandado foi cumprido nesta data.

A outra ação foi realizada em Canoas, no bairro Rio Branco, onde foi presa uma mulher, de 35 anos, em cumprimento de mandado de prisão preventiva, expedido pela prática dos crimes de estupro de vulnerável e maus tratos. Os crimes teriam sido cometidos em desfavor dos filhos da acusada, de 1 e 2 anos . O Deca investigou o fato e representou pela expedição da ordem de prisão provisória, expedida no dia 17 de maio deste ano, o que foi cumprido hoje – relatou o delegado.

*Com informações da Polícia Civil RS