Foto: Jaime Zanatta/ GBC

Da redação | Uma fiscalização foi realizada, na tarde desta terça-feira (22), em um posto de combustíveis da Av. Guilherme Schell, no bairro Rio Branco, em Canoas, acusado de fraude. Um vídeo, divulgado nas redes sociais, mostra o motorista de um Kia Sportage, acusando o estabelecimento de colocar mais combustível do que a capacidade do tanque do veículo. A força-tarefa desta tarde foi promovida pelo Procon em conjunto com a Delegacia do Consumidor.

Os agentes constataram que houve uma irregularidade em uma das bombas. Conforme a fiscalização, havia uma folga no lacre do equipamento. “O proprietário será autuado pela irregularidade”, salientou o diretor do Procon, Gilmar Pedruzzi.

“A bomba foi testada com a folga e não mudou em nada na quantidade de combustível que saiu dela”, disse o proprietário do posto, Rudinei Fagundes.

Segundo o dono do local, a queda de venda foi de 3 mil litros antes do vídeo para 1,2 mil depois do vídeo, em uma manhã. “Vou acionar ele [o denunciante] judicialmente”, afirmou Fagundes.

Nota da redação: Inicialmente, informamos que havia a confirmação do Procon que a folga na bomba não gerava interferência no resultado final. Porém, o fato ainda será investigado pela Delegacia do Consumidor.