Foto: Divulgação

Da redação | A Câmara Municipal de Canoas aprovou, na última quinta-feira, voto de louvor ao comandante do 15º Batalhão de Polícia Militar, tenente-coronel Valdeci Antunes dos Santos, ao sargento Luis Fernando Bitencourt e ao soldado Jeferson Carlos Duarante. A homenagem foi proposta pelos vereadores Juares Hoy e Sargento Santana, ambos do PTB. Conforme os parlamentares, a homenagem é devido à prisão de dois homens pelo crime de latrocínio.

Os presos, de 20 e 23 anos, executaram Oli Lenz, no dia 6 de julho, depois que a vítima saiu de uma agência do Itaú na rua 11 de Junho, bairro Niterói, com R$ 5 mil que havia sacado no local. Ele reagiu e acabou morto a tiros.

Os dois presos suspeitos do crime afirmaram em depoimento que o crime foi encomendado. “Eles sabiam que a vítima tinha dinheiro e o carro que ela estava conduzindo”, contou a delegada Miriam Luciana Freitas Elias, titular da 2ª Delegacia de Polícia.

A dupla foi presa pouco tempo após o crime. Na tentativa de fuga, eles colidiram um carro em um ônibus no momento em que a Brigada Militar chegava ao local. Pelo menos R$ 3,5 mil foram recuperados com os ladrões. O restante teria ficado com um terceiro suspeito que não foi localizado.