Divulgação

Da redação | Um homem de 52 anos foi preso, na manhã desta quarta-feira (3), suspeito de envolvimento na morte do gerente de banco Jacir Potrich, 55 anos, que está desaparecido desde novembro do ano passado.

A prisão, segundo a Polícia Civil, é temporária por 30 anos. O suspeito foi indiciado por homicídio qualificado por motivo fútil e ocultação de cadáver. Ele foi detido em Capão da Canoa, no Litoral Norte, e levado até a delegacia de Anta Gorda, no Vale do Taquari, e posteriormente encaminhado ao presídio de Encantado.

Foto: Polícia Civil/ divulgação

O corpo da vítima ainda não foi localizado pela Polícia Civil, que trabalha juntamente com bombeiros, peritos e brigadianos nas buscas. Os trabalhos concentram-se na residência do suspeito e no possível local onde ocorreu o crime.

Gerente do Sicredi de Anta Gorda, Potrich sumiu em 13 de novembro após uma pescaria. Ele foi visto pela última vez entrando na garagem do prédio onde morava.

O filho da vítima havia contado que o pai tinha ido limpar os peixes, nos fundos da moradia, mas não voltou mais. Nenhuma pista foi deixada, o que torna o caso um mistério.