Foto: Brigada Militar/ Divulgação

Da redação | Por volta de 10h30 desta sexta-feira (16), policiais do 26º Batalhão de Polícia Militar (26º BPM) prenderam um homem foragido da Justiça. A ação ocorreu na rua Otto Espíndola, no bairro Moradas do Bosque, em Cachoeirinha. Conforme a polícia, ao perceber a abordagem, o suspeito fugiu pelas ruas do bairro e pulou muros e pátios de residências. No entanto, ele acabou sendo alcançado e detido pelos PMs.

Com o homem, foram apreendidos diversos objetos sem procedência em sua posse, como relógios de pulso, rádio de comunicação, máquina fotográfica digital e uma furadeira. Preso, foi encaminhado à delegacia de polícia em Gravataí, onde foi efetuado o registro da ocorrência.

Foto: Brigada Militar/ Divulgação

Segundo a Brigada Militar, trata-se de Kelvin Willian Merseburger Ferreira, 20 anos. Ele liderou uma organização criminosa de Canoas, que atuava no município e também em Cachoeirinha, São Leopoldo e Porto Alegre, realizando roubo e furto de veículos, além de explosões a caixas eletrônicos. Eles agiam em grande escala e tinham metas para praticar os crimes.

Kelvin chefiou os demais bandidos de dentro do Presídio Central, onde inclusive teve acesso a dados sigilosos, conforme informou a reportagem da Agência GBC, que acompanhou a Operação Miragem, deflagrada em 1º de agosto, pela Polícia Civil e Brigada Militar. A investigação, que começou em 30 de janeiro, durou seis meses e foi coordenada pelo delegado Thiago Lacerda, titular da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco).

Durante a operação, os policiais cumpriram 20 mandados de prisão temporária e 35 de busca e apreensão em Canoas, Cachoeirinha, Porto Alegre e São Leopoldo. Até às 11h do mesmo dia, 16 criminosos haviam sido presos. Entre eles, ladrões e receptadores. Juntos, eles praticaram, pelo menos, oitenta crimes.