Foto: Brigada Militar/Divulgação

Da redação | O policiamento foi reforçado no bairro Mathias Velho na manhã desta terça-feira (27) após criminosos atearem fogo em um coletivo da Vicasa no terminal da estação, em Canoas, na Região Metropolitana. O caso já está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Leia mais:

Grávida se jogou de janela para fugir de incêndio em ônibus em Canoas

Em ruas próximas ao terminal, do bairro Mathias Velho e de outras regiões de Canoas, já é possível presenciar um maior número de viaturas tanto da Brigada Militar (BM), quanto da Polícia Civil. Os policiais militares estão realizando abordagens nos quatro quadrantes do município, atrás de pistas que possam identificar os suspeitos. “Estamos fazendo ações para que esse caso isolado não venha acontecer novamente”, enfatiza o Tenente-Coronel Jorge Dirceu Filho.

Provas ainda estão sendo coletadas. Os policiais estão atrás de câmeras de segurança que possam identificar os acusados. A motivação para o crime ainda é desconhecida. “Estamos dando uma reposta para a comunidade de que a Brigada Militar está presente e que não existe uma guerra da criminalidade. Vamos dar essa reposta para que a população siga sua vida normal e saiba que a BM está presente”, finaliza o comandante do 15° BPM.