Foto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil

A Petrobras anunciou que reduzirá a partir desta terça-feira (14) o preço médio da gasolina e do diesel nas refinarias em 3%. A gasolina não sofria um reajuste desde 1º de dezembro, enquanto o diesel tinha a cotação estável desde 21 de dezembro. A redução do preço ocorre após um acomodação dos preços internacionais do petróleo.

Gasolina a R$ 4,589 em Canoas

Conforme dados divulgados pela Associação Nacional de Petróleo (ANP), com base em dados entre 5 e 11 de janeiro, o preço médio de venda do litro da gasolina ao consumidor, em Canoas, está em R$ 4,703. A pesquisa foi realizada na última quinta-feira (9) em 17 postos de combustíveis distribuídos em oito bairros da cidade. Segundo o levantamento da ANP, o preço de venda mais barato é praticado pelo posto da rua Almirante Tamandaré, 213, bairro Niterói, que tem o litro da gasolina a R$ 4,589.

Sulpetro alerta para aumento nas bombas gaúchas

Também nessa segunda-feira, a Sulpetro havia alertado para um reajuste no valor dos combustíveis no Rio Grande do Sul. O motivo é o aumento do preço de pauta do ICMS que será de R$ 0,0572. De acordo com o sindicato, que representa os postos no Estado, com esse acréscimo, o valor da gasolina comum passará de R$ 4,7186 para R$ 4,7758. Também serão elevados os valores para diesel, etanol e gás natural veicular. A mudança acontece na próxima quinta-feira (16).

Preço de pauta?

O valor é estabelecido a partir de uma média cobrada pelos postos de combustível do Estado e que aparece na pesquisa da Receita Estadual com as notas fiscais eletrônicas. É usado para aplicar a alíquota do ICMS que precisa ser recolhido pelas empresas, projetando o valor final de venda nas bombas, para o consumidor.

Pesquisar vale a pena?

Enquanto que a Petrobras anuncia uma redução que impactará o consumidor em nível nacional, no Rio Grande do Sul o chamado “preço de pauta” irá elevar o preço dos combustíveis. No fim das contas, a pesquisa será fundamental para avaliar o preço final dos combustíveis nas bombas.