Foto: reprodução

Um Onix roubado com placas clonadas de Sapucaia do Sul foi um dos veículos utilizados pelos criminosos que tentaram roubar duas agências bancárias em Paraí, na Serra, na madrugada desta sexta-feira (06). Após um intenso confronto com a Brigada Militar (BM), sete bandidos foram mortos. Os alvos do ataque foram as agências do Sicredi e do Banco do Brasil, na área central da cidade. Além do Onix, os ladrões chegaram ao local também em um Agile também roubado, com placas clonadas de Porto Alegre.

Quer mandar sugestões de pauta e flagrantes da sua cidade? Então, anote nosso WhatsApp: (51) 9 8917 7284

A BM já monitorava, com base em dados apurados pela área de inteligência, a movimentação do bando. Conforme a corporação, ao efetuarem a abordagem, os PMs foram recebidos a tiros. Os assaltantes portavam armamento pesado, como espingardas calibre 12, carabina semi automática e pistolas, além dos explosivos.

Leia também >> Brigada Militar divulga imagens do confronto que acabou com sete bandidos mortos

Os criminosos estavam prestes a explodir os caixas eletrônicos, o que não ocorreu. Após o confronto, o Batalhão de Operações Especiais (BOPE) precisou ser acionado. Conforme a Brigada Militar, a ofensiva na Serra faz parte da Operação Angico, ação de prevenção a roubo e furto de bancos no interior do Rio Grande do Sul.

O subcomandante-geral da Brigada Militar, coronel Vanius Cesar Santarosa, confirmou que a corporação já tinha informações sobre um possível ataque na região. “Colocamos nossos agentes próximos de locais estratégicos. Foi uma ação cirúrgica, rápida. Os criminosos optaram pelo confronto. Houve intensa troca de tiros”, ressaltou.

Os crimes são conhecidos como “novo cangaço”, em que os criminosos utilizam reféns na construção de um cordão humano para a proteção do bando durante o delito.